Lázaro Ramos desabafa sobre racismo: "Não é mi-mi-mi"
23/10/2016 - 22h51 em Novidades

Lázaro Ramos afirmou ter sido vítima de racismo várias vezes, principalmente antes de ficar famoso, e garantiu que o preconceito é algo corriqueiro na vida de milhões de negros no Brasil. O ator fez o desabafo durante o "Esquenta", da TV Globo, neste domingo (23).

"Já passei por constrangimentos várias vezes, como ir ao supermercado e ser seguido por segurança, por exemplo, isso é constante na vida de um negro. Eu, por ser uma pessoa pública, posso falar aqui, mas sei que o negro, em casa, também está lembrando de se sentir numa situação como essa", assegurou.

Ao lado da esposa, a atriz Taís Araújo, o apresentador do "Criança Esperança" rebateu parte da sociedade que classifica a dura realidade dos negros como "mi-mi-mi".

"E eu acho que é uma grande evolução a gente poder discutir isso, aqui na televisão. Muita gente fala que isso é 'mi-mi-mi', que estamos 'reclamando de barriga cheia', que 'não se deve discutir isso'... Não, acho o contrário, deve se discutir, sim", defendeu.

O baiano afirmou que o tema deve ser debatido por se tratar de uma enorme ferida enraizada na cultura brasileira. "A gente só vai ser um país melhor e pleno quando a gente aprender a admirar todas as características de todas as pessoas e a gente se interessar pelo outro por aquilo que a gente não conhece", finalizou.

O veterano ressaltou que é importante a presença de negros não só na frente das câmeras, mas também nos bastidores.

"Um fotógrafo que saiba iluminar bem a pele negra. Mais roteiristas para ter histórias mais variadas. Espero que a gente esteja em todos os lugares em uma quantidade muito maior. Essa é um pouco a nossa luta", completou.

COMENTÁRIOS